Meteorologia
ver a semana toda >
24 Fevereiro
INFOAAR: Proposta AAR Seca 2022 - Medidas excecionais para implementar em 1 Março - Flexibilização das práticas culturais e gestão animal
 
 
 
Partilhamos a comunicação feita pela AAR, ao Ministério da Agricultura, tendo em conta a situação de seca que Portugal atravessa.
 
“Dada a situação de seca em que Portugal se encontra, a AAR propõe para implementação, a partir de 1 de Março, a flexibilização de algumas regras de práticas culturais e gestão animal, das regras da PAC, atualmente em vigor.
 
AUTORIZAÇÃO DE USO DA ÁREA DE POUSIO
- Permissão do pastoreio e/ou corte de Forragem nas áreas pousios, no período de restrição a partir de 1 de Março (regra em vigor – de 1 de Fevereiro a 31 de Julho)
Autorizar, excecionalmente, as parcelas de pousio declaradas na candidatura submetida a ajudas comunitárias, usadas para cumprir a prática de Superfície de Interesse Ecológico.
 
PAGAMENTOS LIGADOS ANIMAIS – Flexibilização regras de gestão e maneio
- Diminuição do período de retenção das espécies animais (de Janeiro a Abril) – antecipar de Abril para o fim de Fevereiro, a autorização de movimentação de animais entre explorações
- Alargamento do intervalo entre partos (Vaca em Aleitamento) – de 18 para 24 meses
- Passar de 20% para 40%, o n.º máximo de novilhas admissível para a ajuda de Vaca em Aleitamento (abrange um maior n.º de animais mais jovens)
 
MEDIDAS AGRO AMBIENTAIS
- A permissão de pastoreio extensivo fora da área de compromisso para os animais em regime de Agricultura Biológica
- Permitir a mobilização dos solos nos olivais na Medida Agroambiental do Enrelvamento da Entrelinha das culturas permanentes - uso de grade de discos ligeira e rolo, e permitir o uso de herbicida total, em especial nas parcelas em que não há fendilhamento, permitindo eliminar a transpiração e mantendo a manta morta herbácea a proteger o solo.
(Os solos nas culturas permanentes evidenciam uma abertura de fendilhamento generalizado, facto que agrava a taxa de evaporação e a existência da cultura de cobertura na entrelinha é um foco permanente de transpiração, assim, permitindo a mobilização excecional dos solos diminui-se o fendilhamento existente.)
 
As medidas que  propomos são provisórias e adequadas para a situação extrema que vivemos, não envolvem custo financeiro, sem custos ambientais nocivos, imediatos ou a prazo, e são um apoio importante para a sustentabilidade das Empresas Agro pecuárias e para o bem estar animal. 
Contamos que se possam tornar efetivas no prazo em que propomos de forma a serem consequentes, e contamos com o V/ esforço e apoio nesse sentido.
 
Na expetativa das V/ prezadas Notícias
A Direção da AAR”
 
 
Luís Seabra – Presidente da Direção
< voltar
Seja sócio da AAR  preencha a ficha e envie-nos devidamente preenchida para: geral@aaribatejo.pt. Entraremos em contacto consigo!
ficha de sócio >
ASSOCIAÇÃO DE AGRICULTORES DO RIBATEJO © Todos os direitos reservados|Política de Privacidade
Site by BOMSITEbomsite.com